domingo, 18 de dezembro de 2016

Incidente em Roswell

Como nos livros anteriores, os fatos narrados em Incidente em Roswell são rigorosamente provados. Berlitz não costuma inventar as situações e os fenômenos descritos; tudo o que conta é antes questionado por ele próprio.
Assim, o leitor – ainda que não queira acreditar – é apresentado a certas verdades quase sempre escamoteadas do conhecimento do público.
Incidente em Roswell não pretende ser apenas uma obra sensacionalista. A intenção de Berlitz e de seu colega, o pesquisador William L. Moore, é tornar cada vez mais claro que, embora sem qualquer susto ou temor, não dá mais para o homem pensar em si próprio como um privilegiado e solitário habitante do cosmo.
Charles Berlitz é nome hoje bastante conhecido do público brasileiro. O sucesso de seus outros títulos é prova mais que suficiente disso: O Triângulo das Bermudas, O Mistério da Atlântida e Sem Deixar Vestígios, também lançados pela Nova Fronteira, estão entre os livros mais vendidos do mundo inteiro.

Gelo Negro

Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton, um lugar cheio de mistérios. Antes mesmo de chegar à cabana nas montanhas, ela e a melhor amiga, Korbie, enfrentam uma nevasca avassaladora e são obrigadas a abandonar o carro e procurar ajuda.
As duas acabam chegando a uma cabana e são acolhidas por dois homens atraentes. Imaginando que agora estão em segurança, as garotas passam um tempo dentro da cabana, respondendo as perguntas deles, que parecem muito interessados nas garotas.
É só uma questão de tempo para descobrirem que estão lidando com criminosos foragidos, e que agora são reféns. Para sobreviver, Britt precisará enfrentar o frio e a neve para guiar os sequestradores para fora das montanhas.
Durante a arriscada jornada em meio à natureza selvagem, um homem se mostra mais um aliado do que um inimigo, e Britt acaba se deixando envolver. Será que ela pode confiar nele? Sua vida dependerá dessa resposta.

Área 7

Shane Schofield, um oficial durão, está de volta. Dessa vez, enfrentará a pior provação de sua vida, na companhia do presidente dos EUA, numa Instalação da Força Aérea norte-americana, onde cientistas tentam aperfeiçoar uma nova vacina que pode proteger os americanos de um vírus mortal desenvolvido pelos chineses e que pode matar toda a população do planeta, com exceção deles mesmos - uma arma biológica para exterminar grupos étnicos. A secreta base militar, a Área 7, recebe o presidente dos EUA, que chega ao local com a tarefa de inspecioná-lo e se atualizar sobre as experiências que ali estão sendo desenvolvidas. Porém, o general da Força Aérea, César, tem seus próprios planos e planeja, durante a visita, tomar a Área 7, matar o presidente e usar o vírus para outros fins. Mas ele não conta com o inesperado. Entre os integrantes do staff do presidente está um jovem fuzileiro. Quieto e enigmático, esconde seus olhos atrás de um par de óculos de sol prateados. Seu nome é Schofield, mais conhecido como Espantalho. Rumores dizem que ele é um bom homem para se ter em meio a tempestades. E é numa delas que o presidente acaba de entrar.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Origem

Quando a Drª Lynn e sua equipe encontram um corpo de um ser humano, soterrado no gelo há quarenta mil anos, bem próximo da sua base de pesquisa, imediatamente entram em contato com o alto comando da NASA. Instruídos sobre como proceder a partir daquele momento, os cientistas esperam a chegada de uma equipe especializada para a retirada do corpo da camada de gelo e seu transporte até a algum lugar a ser definido pelo governo.
Para alívio da Drª, o corpo é retirado cuidadosamente e colocado num dos helicópteros, de forma a não danificá-lo. A Drª Lynn e sua equipe embarcam em outro helicóptero, visto que a ordem agora era o total encerramento das pesquisas por conta do incrível achado.
Durante a viagem no helicóptero, os cientistas começam a estranhar o caminho e a Drª Lynn decide falar com o piloto. Ao entrar na cabine, com o objetivo de ter uma estimativa para a chegada, a Drª toma um susto ao olhar para os assentos dos pilotos. E abrem-se as portas do inferno.

sábado, 19 de novembro de 2016

O Jardim dos Esquecidos

Eles eram uma família perfeita e despreocupada, até que uma tragédia ceifou sua felicidade. Por causa de uma herança que vai garantir seu futuro, as crianças devem ser escondidas, como se nunca tivessem existido. Serão mantidas no piso superior da vasta mansão de sua avó – sua mãe amorosa lhes assegura – por apenas poucos dias. Mas o que era para ser somente dias torna-se meses, anos de agonia. Cathy, Chris, e os gêmeos Cory e Carrie veem sua sobrevivência ser entregue a uma avó cruel e moralista. E eles terão de viver neste mundo apertado e isolado, pois esta é sua única opção. Esta obra-prima de suspense psicológico, primeiro volume da saga da família Dollanganger, continua a ser o mais famoso e intrigante romance de V.C. Andrews. Foi adaptada, pela segunda vez, para o cinema, com lançamento em 2014. O segundo livro da série, Pétalas ao vento, foi adaptado para a TV e estreou em maio de 2014 no canal americano Lifetime.

Pètalas ao Vento

Eram crianças tão valentes para suportarem tanto sofrimento. Crianças tão espertas para escaparem a tamanho terror! 
Para Carrie, Chris e Cathy, o sótão era um horror sombrio que jamais lhes saia da cabeça, mesmo enquanto eles construíam vidas novas e promissoras. Naturalmente, a mãe tinha que fingir que eles não existiam. 
E a avó estava convencida de que eles traziam o demônio dentro de si. Mas a culpa não era deles, Era? Cathy sabia o que fazer. Agora, tinha os poderes que aprendera da linda mãe. Sabia-o pelo modo como o irmão ainda a desejava, pela maneira como o tutor a tocava, pelo jeito como todos os homens a olhavam. 
Ela sabia que chegara a ocasião de colocar em prática seu conhecimento. De mostrar à mãe e à avó que o sofrimento e terror no sótão não podiam ser esquecidos… 
Mostrar a elas - de uma vez por todas.

Os Espinhos do Mal

Terceiro volume da série, os Espinhos do Mal segue contando a história da família Foxworth, sempre mergulhada em situações sombrias, como incesto e extremo fanatismo religioso.
Passa-se dez anos e Chris e Cathy agora vivem juntos como casal e criam os filhos dela como uma família normal, porém nenhum dos meninos suspeita da relação incestuosa de sua mãe e o padrasto, que na verdade são irmãos. Com a chegada dos novos vizinhos, os velhos segredos vão sendo remexidos e a felicidade da família é ameaçada.
A história passa a ser contada pelo ponto de vista dos filhos de Cathy, Jory e Bart. Mas a ação se desenrola mesmo com o filho caçula, Bart, um menino que já era frágil e confuso que passa a ser assombrado pela terrível influência do mordomo da casa ao lado, que busca vingança de sua família. Sob a influência do mordomo o garoto passa a ler diariamente o diário de Malcom, seu terrível bisavô, ficando cada dia mais perturbado e confuso. 

Sementes do Passado

Bart, apesar de muito rico e popular, continua assombrado pela inferioridade em relação ao seu irmão Jory que, casado com sua namoradinha de infância, ambos bailarinos, vivem felizes e apaixonados dançando pelo mundo. Cindy, a filha adolescente - que é adotada - é a mais nova da família, e sempre entra em conflito com Bart em brigas horríveis e discussões intermináveis.
Cathy, Chris e Cindy, com Jory e Melodie, resolvem passar um tempo em Foxworth Hall com Bart, até sua festa de aniversário, mas tudo muda quando um acidente muito suspeito acaba fazendo com que a família permaneça na mansão por mais tempo que o planejado. Com isso, inicia-se uma série de incidentes que atentam contra os filhos de Cathy e Chris, tornando a convivência da família cada vez mais difícil.
Surpresa atrás de surpresa, a tensão na história aumenta a cada página, até o suspense atingir o clímax.

Jardim de Sombras

Último volume da saga, O Jardim das Sombras conta a história do período em que Olívia passa a fazer parte da família Foxworth. Olívia, uma mulher nada atraente fisicamente, mas muito inteligente para o mundo dos negócios, casa-se com o ricaço Malcom. Iludida com a idéia de um casamento feliz, acaba percebendo que a única coisa que interessa para o seu marido são as habilidades da mulher, que passa a tratá-la não como esposa, mas como funcionária – foi com tristeza que se descobriu embarcando em um casamento sem amor.
Com as perdas e decepções, Olívia começa a se dedicar à vida espiritual e fará de tudo para que sua alma seja salva do fogo do inferno.
Os acontecimentos que ocorrem nesta história, que antecede todas as outras, levam o leitor a compreender a loucura que se instala em Olívia, loucura que abre espaço para um fanatismo extremo.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Mau Começo

Este é o primeiro livro de Desventuras em Série, história criada pelo norte-americano Daniel Handler, publicado sob o pseudônimo de  Lemony Snicket. Nestes volumes, Snicket conta as tragédias vividas pelos irmãos Baudelaire. Violet, Klaus e Sunny são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo.
Em Mau Começo, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia: houve um incêndio e seus pais agora estão mortos. Esses garotos, que tantas desgraças atraem, terão de enfrentar, por exemplo, roupas que pinicam o corpo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso e mingau frio no café da manhã.
E este é apenas o início de sua trágica jornada.

A Sala dos Répteis

Lemony Snicket é um autor que não pode ser acusado de falta de franqueza. Sabe que nem todo mundo suporta as tristezas que ele conta e por isso - para que depois ninguém reclame - faz questão de avisar: "Se você esperava encontrar uma história tranquila e alegre, lamento dizer que escolheu o livro errado. A história pode parecer animadora no início, quando os meninos Baudelaire passam o tempo em companhia de alguns répteis interessantes e de um tio alto-astral, mas não se deixem enganar...".
Os Baudelaire têm mesmo uma incrível má sorte, mas pode-se afirmar que a vida deles seria bem mais fácil se não tivessem de enfrentar o tempo todo as armadilhas de seu arqui-inimigo: o conde Olaf, um homem revoltante, gosmento e pérfido. Em Mau começo ele deu uma pequena amostra do que é capaz de fazer para infernizar a vida de Violet, Klaus e Sunny Baudelaire - e aqui as coisas só pioram.

O Lago das Sanguessugas

Caro leitor, 
Se você ainda não leu nada sobre os órfãos Baudelaire, é preciso que antes mesmo de começar a primeira frase deste livro fique sabendo o seguinte: Violet, Klaus e Sunny são legais e superinteligentes, mas a vida deles lamento dizer, está repleta de má sorte e infelicidade. Todas as histórias sobre essas três crianças são uma tristeza e uma verdadeira desgraça, e a que você tem nas mãos talvez seja a pior de todas.
Se você não tem estômago para engolir uma história que inclui um furacão, uma invenção para sinalizar pedidos de socorro, sanguessugas famintas, caldo frio de pepinos, um horrendo vilão e uma boneca chamada Perfeita Fortuna, é provável que se desespere ao ler este livro. Continuarei a registrar essas histórias trágicas, pois é o que sei fazer. Cabe a você, no entanto, decidir se verdadeiramente será capaz de suportar esta história de horrores.
Respeitosamente,
Lemony Snicket.


Serraria Baixo-Astral

Alto-Astral é o nome da serraria que serve de cenário para as novas calamidades que Klaus, Violet e Sunny serão obrigados a viver. Trata-se de uma "ironia do destino", pois ali, no meio daquelas árvores derrubadas, daquelas enormes toras de madeira, o que as três crianças vão encontrar é mais uma coleção de coisas horripilantes, tais como uma gigantesca pinça mecânica, bifes do tipo sola de sapato, uma hipnotizadora e um homem com uma nuvem de fumaça no lugar da cabeça. A vida dos Baudelaire é mesmo muito diferente da vida da maioria das pessoas, "a diferença principal estando no grau de infelicidade, horror e desespero..." Diante desse quadro, algum leitor desavisado pode desconfiar: "Como é que alguém vai se divertir com um livro desses, se as personagens não param de sofrer?!". A pergunta faz sentido, mas é justamente aí que descobrimos um dos melhores segredos de Lemony Snicket, pseudônimo do americano Daniel Handler. Ele leva o exagero às raias do absurdo, faz o realismo perder feio para o mais deslavado faz de conta e o resultado não poderia ser outro: um jogo literário incessantemente bem-humorado.

Inferno no Colégio Interno

Desventuras em Séris não tem nada de aventuras emocionantes com final feliz: Violet, Klaus e Sunny Baudelaire são legais e inteligentes, mas a vida deles está repleta de má sorte e infelicidade. Isso porque, algum tempo atrás, haviam perdido seus pais em um trágico incêndio. 
Em Inferno no Colégio Interno, os três irmãos enfrentam caranguejos, provas hiper-rigorosas e os castigos de um internato, colocando mais uma vez à prova suas incríveis habilidades de sobrevivência. O colégio se transformou em mais um desastroso episódio de suas vidas horríveis. 
Desta vez, eles precisam escapar de fungos gotejantes e assistir a recitais de violinos, além de entender o complicado sistema métrico e suportar os exercícios de D.O.R. - Violet, Klaus e Sunny têm o poder de atrair desgraças. 
Quem gosta de histórias alegres não deve nem abrir este livro, avisa o autor, pois as histórias dos Baudelaire são sempre uma desventura pior do que a outra.

O Elevador Ersatz

Quando a nova desilusão começa, os irmãos Baudelaire estão acompanhados do Sr. Poe, que ficara encarregado das crianças depois da morte de seus pais. Eles vão até à residência da família Squalor, os novos tutores dos Baudelaire. O Sr. Poe acredita que ali Violet, Klaus e Sunny estarão a salvo do ganancioso e traiçoeiro Conde Olaf, que foi o primeiro tutor dos três irmãos e que pretende, desde então, apropriar-se da fortuna herdada pelos Baudelaire.
A última maldade cometida por Conde Olaf foi raptar os trigêmeos Quagmire, de quem os Baudelaire haviam ficado amigos no colégio interno. Jerome e Esmé Squalor moram num apartamento de cobertura na Avenida Sombria. Para o desânimo dos três irmãos, o elevador do prédio foi desligado e eles são obrigados a chegar ao último andar pelas escadas escuras e tenebrosas. Depois de muitos e muitos degraus, eles finalmente chegam à casa nova, um enorme apartamento com 71 quartos, e descobrem que seus novos pais os tinham adotado apenas porque ter órfãos estava na moda.

A Cidade Sinistra dos Corvos

Uma reportagem informa que o pérfido Conde Olaf raptou não apenas os irmãos Duncan e Isadora Quagmire, mas também Esmé Squalor. O texto não poderia ser mais enganoso: Esmé tinha sido tutora das crianças recentemente, e os Baudelaire sabem muito bem que o Conde Olaf nunca a sequestraria. Olaf e Esmé são na verdade aliados num plano maligno para se apropriar da fortuna das três crianças.
Violet, catorze anos, é a mais velha dos irmãos Baudelaire, os órfãos mais desafortunados do mundo. Klaus, o irmão do meio, tem treze anos e já leu mais livros do que qualquer criança de sua idade. Sunny, a mais nova, é um bebê pouco maior do que uma melancia. Assim como os irmãos Duncan e Isadora, as crianças Baudelaire perderam os pais num incêndio, e a amizade com os Quagmire era praticamente o único acontecimento feliz que havia acontecido nas suas vidas desde que ficaram órfãos. Nessa nova desventura eles terão de se haver com mais uma providência desastrada do Sr. Poe, tendo início mais um lamentável episódio da tenebrosa existência dos Baudelaire.

O Hospital Hostil

Após a exaustiva caminhada, eles param diante do Armazém Geral Última Chance e decidem entrar para pedir ajuda. Eles não podem recorrer aos pais (pois estão mortos), nem à polícia (que agora os perseguem). Depois da morte dos pais, Violet, Klaus e Sunny se vêem sob os cuidados de inúmeros tutores, como o ganancioso e traiçoeiro Conde Olaf, o vilão que é o verdadeiro responsável por eles estarem ali, sozinhos no meio da noite. Violet, Klaus e Sunny passam um telegrama para o sr. Poe, um banqueiro que fora encarregado de cuidar dos órfãos. O sr. Poe nunca se mostrou especialmente eficaz, mas pelo menos ele não era cruel, não tinha sido assassinado nem era o Conde Olaf, e essas parecem ser razões suficientes para contatá-lo. Além das terríveis enrascadas, os Baudelaire ainda terão de suportar a estada no sinistro Hospital Heimlich e provar que não são cruéis assassinos. Esse é apenas o começo de páginas e páginas de situações desesperadoras, que contêm detalhes opressivos como um desconfiado dono de armazém, uma cirurgia desnecessária, um sistema de intercomunicadores, uma anestesia e balões em forma de coração.

O Espetáculo Carnívoro

Caro Leitor,
O adjetivo "carnívoro", que aparece no título deste livro, significa "comedor de carne", e isso já é suficiente para você interromper a leitura desde já. Este volume carnívoro contém uma história tão perturbadora que irá revirar o seu estômago muito mais do que a mais desbalanceada das refeições.
Para evitar causar desconforto em você, seria melhor eu não mencionar nenhum dos enervantes ingredientes desta história, especialmente um mapa confuso, uma pessoa ambidestra, uma multidão indócil, uma prancha de madeira e Chabo, o Bebê-Lobo.
Infelizmente para mim, todo o meu tempo está preenchido por pesquisas e registro das vidas desagradáveis e desencantadas dos órfãos Baudelaire. Já o seu tempo poderia ser mais bem aproveitado com alguma coisa mais palatável, por exemplo comer legumes ou alimentar outra pessoa com eles.
Respeitosamente,
Lemony Snicket

O Escorregador de Gelo

Por mais azarados que sejam, até agora os órfãos Baudelaire pelo menos sempre estiveram juntos. Neste livro décimo a tragédia é ainda maior: separados do bebê Sunny, Klaus e Violet são obrigados a descer uma montanha escorregadia, enquanto tentam salvar a irmã mais nova das garras do temível conde Olaf. Será que os Baudelaire finalmente descobrirão o significado da sigla C.S.C.? 
Será que, desta vez, o final será feliz? É provável que não. Como sempre, a história está repleta de mistérios e mensagens secretas, situações absurdas, desgraça e mal-estar para todos, menos para o leitor, é claro.
Mas para os que gostam de alegria, não abram este livro, avisa o autor, pois a vida dos Baudelaire é sempre uma desventura pior do que a outra. Desventuras em Série é um fenômeno editorial em todo o mundo. 
Pseudônimo do escritor Daniel Handler, Lemony Snicket leva o exagero às raias do absurdo e faz o realismo perder feio para o mais deslavado faz de conta. O resultado não poderia ser outro: um jogo literário incessantemente bem-humorado. 

A Gruta Gorgônea

Aqueles que ignorarem a advertência: "Como autor dedicado que jurou registrar a deprimente história dos Baudelaire, preciso continuar me aprofundando profundamente nas profundezas cavernosas das vidas dos órfãos. Mas você pode se aprofundar na leitura de um livro mais alegre e evitar que seus olhos e seu humor se afoguem" - encontrarão Violet, Klaus e Sunny em um tobogã, descendo as águas cinzentas do Arroio Enamorado. A situação não é das melhores: depois de resgatar Sunny das garras do Conde Olaf, os Baudelaire se vêem separados do amigo Quigley, numa jornada rumo ao pé das Montanhas de Mão-Morta. A viagem só não é pior graças à aparição do submarino Queequeg, que resgata os três das águas violentas do Arroio. Capitaneado pelo excêntrico Andarré, o minúsculo Submarino Q e sua Tripulação de Dois ainda abriga Fiona, enteada do capitão, e Phil, que já havia ajudado os Baudelaire no infeliz episódio da Serraria Alto-Astral. Em busca de um misterioso açucareiro, os seis chegam à Gruta Gorgônea, onde cogumelos venenosos e a aparição de um certo conde podem precipitar desenlaces ainda mais tristes na vida da trinca desafortunada.

O Penúltimo Perigo

Caro Leitor,
Se este é o primeiro livro que você encontrou enquanto procurava o próximo livro para ler, então a primeira coisa que precisa saber é que este livro próximo-ao-último é o que você deve pôr de lado primeiro. Infelizmente, este livro apresenta a crônica próxima-à-última da vida dos órfãos Baudelaire, e é próxima-à-primeira em sua oferta de miséria, desespero e desprazeres.
Provavelmente as coisas próximas-à-última a respeito das quais você gostaria de ler são um lançador de arpões, um salão de bronzeamento em uma cobertura, duas iniciais misteriosas, três trigêmeos não identificados, um notório vilão e um curry insípido. As coisas próximas-à-última são as primeiras a serem evitadas, portanto permita-me recomendar que você ponha este livro próximo-ao-último de lado primeiro, e encontre alguma outra coisa para ser a próxima a ler, para que este livro próximo-ao-último não se torne o último livro que você lerá.
Respeitosamente,
Lemony Snicket.

Desventuras em Série: O Fim

'O fim' é 13º volume da série e encerra a longa narrativa da terrível saga dos órfãos Sunny, Klaus e Violet. Mesmo quem enfrentou corajosamente os doze volumes anteriores não irá suportar tanta desgraça, como uma tempestade bravia, uma bebida suspeita, um bando de ovelhas selvagens, uma gaiola de passarinho gigante e ornamentada, e um segredo de fato assustador sobre os pais dos Baudelaire. Para completar, neste último o grande vilão, conde Olaf, está presente desde o início da narrativa. Ele e os Baudelaire começam juntos - estão todos no barco que os salvou no final de 'O penúltimo perigo'. Eles atracam em uma ilha, que, perdida no meio do oceano, é povoada por náufragos e comandada por Ishmael, um homem barbudo que tem os pés feridos sempre cobertos de barro. Tudo muito suspeito... Será que todo o mistério finalmente será revelado? Afinal, quem são os pais dos órfãos Baudelaire, o que é c.s.c., e o que acontecerá com todos os personagens da série?

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Morte no Museu Britânico

“Do outro lado da porta reinava um silêncio angustiante. J. J. Battiscombe girou facilmente a chave na fechadura. A porta se abriu. Não havia luz. Um odor de pó pairava no ar. Talvez devido à presença de dois sarcófagos, de pé próximos à entrada, o local parecia um sepulcro povoado de forças maléficas.
Depois de um instante Philipp Mortimer entrou e acendeu a luz. De início, nada percebeu de particular. Em seguida, depois de ter atravessado a primeira parte do local e avançado no laboratório, estacou, incapaz de dar mais um passo.
O que ele via ao fundo do escritório ultrapassava o auge do horror. Ele teria querido berrar, mas seus gritos morreram na garganta.”
Este trecho do livro aparece na contracapa. Fiquei surpreso com isso, pois imaginava encontrar a sinopse. Mas essas frases foram bem colocadas, uma vez que dão aquele toque de mistério...
Morte no Museu Britânico é uma brilhante produção deste autor que tem uma particularidade muito interessante: embora seja francês, escreve sobre os ingleses.

Protetor de Menores

Interessados em proporcionar boa companhia e distração para os filhos, Roger e a mulher, Regina, aproveitam um fim de semana longo para convidar vários hóspedes, amigos dos garotos.
Contudo, o período, que deveria ser de lazer, aos poucos se transforma, à medida que as crianças começam a criar situações absurdas e assustadoras.
Roger Maxwell, decepcionado, vê-se diante de uma nova realidade que desconhecia: o estranhíssimo caráter dos filhos e o significado da paternidade, começa a aprender a verdade a respeito da mulher e dele próprio – enquanto todo o seu mundo de ilusões ruía aos pedaços... “A paternidade é uma farsa, Regina e eu somos apenas os protetores desses garotos!”
Em meio a um terrível ambiente de ameaças, vícios e revoltas, o fim de semana longo torna-se, simplesmente, uma conspiração de sexo, sadismo e terror que culmina com um acontecimento imprevisível.

O Reino

Os Fargo são especialistas em caçar tesouros e não pessoas. Contudo, um barão do petróleo do Texas os procura com um pedido pessoal: um investigador e amigo dos Fargo estava em uma missão para procurar o pai do barão, porém, agora, esse amigo também está desaparecido. 
Apesar de não ter informado muita coisa sobre o caso, os Fargo concordam em começar a busca. Sam e Remi serão capazes de procurar pelos dois?
O que eles encontram é além do que imaginaram. Em uma viagem que os levará ao Tibet, Nepal, Bulgária, Índia e China, o casal irá se deparar com o comércio ilegal de fósseis, um baú centenário, o ancião do Reino Tibetano de Mustang, um dirigível do século passado... e um esqueleto que poderia virar a história humana de cabeça para baixo.
Mais uma grande história do genial Clive Cussler, que já produziu dezenas de obras espetaculares, alcançando a incrível marca dos cento e cinquenta milhões de exemplares vendidos. Seus conhecimentos, aplicados numa narrativa envolvente, garantem o sucesso deste grande nome da literatura.

O Outro Lado da Meia-Noite

Drama psicológico de grande suspense, “O Outro Lado da Meia-Noite”, filmado em 1977, fascina o leitor pelos inesperados desdobramentos da história. 
E consagra Sidney Sheldon como um dos mestres da criação de enredos e da caracterização psicológica dos personagens – colocando-o nos primeiros lugares da lista de autores mais lidos da atualidade. 
Elogiado pela crítica como criador de “livros que ‘prendem’ o leitor como se fossem filmes”, Sheldon emprega na literatura sua experiência de cenógrafo e roteirista de cinema e TV (autor das séries casal 20 e Jeannie é um gênio). 
Ele próprio comenta: “Quando escreve um romance, o autor é o produtor, o diretor e a equipe”.

Sem Deixar Vestígios

A fascinação pelo Triângulo das Bermudas baseia-se no mistério, na ameaça de forças desconhecidas, no perigo, na presumível morte ou desaparecimento no vazio – uma combinação poderosa.
Como foi publicado número considerável de livros e diversos artigos de jornais e revistas, a maioria deles abordando o mistério e, algumas vezes, explicando que não existe mistério algum, qual seria, podem perguntar, o objetivo de outro estudo a respeito do Triângulo?
A finalidade deste livro não é refutar, informar ou educar aqueles que negam a realidade do mistério, mas, em vez disso, examinar incidentes ainda não registrados, ou novos, bem como os atuais acontecimentos na área do Triângulo. Estes parecem encaixar-se num quadro mais amplo e, além disso, conduzir-nos para mais perto do núcleo de mistérios cada vez mais abrangentes.

O Fortim

“Solicito remoção imediata. Alguma coisa está matando meus homens.”
A mensagem  era  do capitão Klaus Woermann, enviada ao Alto Comando Alemão.
O local: uma fortaleza medieval que dominava o Passo Dinu, no alto dos Alpes da Transilvânia. Onde os soldados alemães que a guarneciam estavam sendo assassinados um a um, noite após noite, para depois aparecerem horrivelmente degolados e deixarem os sobreviventes loucos de medo.
A solução: a remessa de um esquadrão de Einsatzkommandos da SS, acostumados a toda forma de terror.
Seu erro: não acreditar nas lendas da Transilvânia. E ignorar a existência de uma maldição muitos séculos mais antiga e muito mais poderosa do que qualquer flagelo que mesmo a mente mais depravada de um assassino da SS poderia conceber.

Represália

“Represália” é a visão mais sombria já produzida pelo talento de F. Paul Wilson – um dos grandes nomes da literatura do terror, ao lado de Stephen King e Peter Straub.
Vinte anos depois do aparecimento da entidade maligna que causou terríveis acontecimentos na mansão Hanley, seus efeitos dramáticos continuam espalhando-se como lentas ondulações pela superfície de um lago, ecoando até os dias de hoje. Isso porque Renascido foi apenas o começo. Aquela entidade maligna ainda está em ação, destruindo todos a quem toca, arrastando-os para a morte e a destruição total...
A voz do mal adora os leitores que não sofrem dos nervos e manda um recadinho: “Eu sou o prazer perverso... o sofrimento, a morte, a fúria... Sou os estupros, as surras, o ódio, o desprezo... Sou o chicote, o punhal... Vocês me mantêm vivo, vocês me fazem forte. Eu sou vocês!”

O Dia da Caça

Quando o detetive Alex Cross é chamado para investigar um caso de assassinato, depara-se com a cena de crime mais terrível que já viu em toda a sua carreira: uma família inteira foi morta dentro de casa. Tudo fica ainda mais chocante quando ele descobre que uma das vítimas é Ellie Cox, sua ex-namorada dos tempos de faculdade.
Logo depois outro crime acontece, novamente envolvendo uma família inteira, só que dessa vez alguns membros dela estavam nos Estados Unidos e outros, na África. 
A investigação leva a crer que o assassino, conhecido apenas como Tiger, viajou para a Nigéria. Sem hesitar, Cross vai atrás dele. Ao chegar lá, Cross se vê diante de um terrível cenário de miséria, violência e guerra civil iminente.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Arquivo X: A Besta Humano

A criação de gado era a atividade principal do rancho Two Medicine, em Browning, uma pacata cidadezinha de Montana, Estados Unidos, ao pé das montanhas Rochosas.
Ali, naquelas terras ocupadas pelos animais, duas culturas se enfrentavam: o homem branco, com suas armas poderosas e seus hábitos de consumo; e os índios tregos, com suas tradições, seus espíritos protetores e seus demônios.
Os índios viviam confinados em uma reserva e seus demônios vagavam enfurecidos pela noite, com sede de vingança.

Depois da Terra

Cypher Raige, o líder supremo do Corpo de Guardiões, é o mais novo herói de uma longa tradição familiar. Por mil anos, desde que o apocalipse ambiental forçou o êxodo da humanidade do planeta Terra, os membros da família Raige foram essenciais para a salvação da nossa espécie. Os Raige lideraram sobreviventes não apenas durante a fuga da Terra, mas na colonização do inóspito mundo de Nova Prime e na defesa contra os ataques de uma misteriosa força alienígena, criando assim um novo lar nos confins da galáxia.
Kitai Raige, seu filho, sempre quis provar que está à altura do sobrenome ilustre. Agora, sem estar totalmente preparado, ele tem a chance de fazê-lo. Com a vida do pai em risco, Kitai é obrigado a se aventurar pelo terreno estranho e hostil de um novo mundo que parece estranhamente familiar: a Terra.

Natal Negro

No pequeno município de Murdock, Nova York, crianças anunciam a chegada do Natal entoando cânticos pelas ruas estreitas, em meio às casas emolduradas pela neve. 
Mas acontecimentos terríveis transformam aquele momento mágico num verdadeiro espetáculo de terror: no intervalo de algumas horas duas jovens são assassinadas, deixando confuso o xerife Bud Dansmore. Ambas mortas por treze golpes certeiros... que macabro recado estaria dando o assassino?
À medida que progridem as investigações, Dunsmore percebe ser ele o alvo daquele jogo fatal. Como uma sombra, o assassino se move livremente pelos corredores da delegacia, deixando mensagens truncadas em sua mesa e penetrando em sua própria casa, violando seu refúgio secreto, matando seus peixes... quem poderia odiá-lo a tal ponto?

O Gabinete Secreto

David Mitchell e Jesse Hayes são jovens, ambiciosos e brilhantes. David tem um emprego glamouroso no Sagamore Group, um dos maiores fundos de investimentos dos Estados Unidos; Jesse é uma modesta agente da Receita Federal. Ele está disposto a tudo para não perder o que conquistou; ela faz qualquer sacrifício para subir os degraus do sucesso.
O caminho desses personagens tão diferentes e tão semelhantes cruza-se em meio a uma trama intrincada. Jesse tem em mãos um dossiê explosivo sobre um poderoso candidato ao senado. Sente-se atraída por David, mas teme arrastá-lo para o centro do furacão em que está envolvida – afinal, os documentos a transformam em alvo de um grupo tão misterioso quanto violento.
Quando surgem indícios de que o Sagamore participa da assombrosa conspiração que Jesse investiga, a dúvida é inevitável: David será cúmplice de seus inimigos?

Os Invasores de Corpos

Eles são ativos durante a noite, quando a cidade dorme sem suspeitar do perigo.
Um dia, vagens gigantes... Pouco tempo depois, seres vazios... O pesadelo de Mill Valley, uma pacata cidade da Califórnia subitamente invadida por estranhas criaturas. O drama de quem se vê obrigado a conviver com verdadeiros replicantes... mas replicantes do irmão, da mãe, do esposo ou do melhor amigo.
“Invasores de Corpos”, embora antigo – o livro data de 1955 – é simplesmente ótimo. Não curto muito textos escritos em primeira pessoa – é que parece que estou lendo o diário de alguém, pelo menos é a estranha sensação que me vem à cabeça -, mas no caso da produção literária de Jack Finney abri uma exceção. 

O Segredo Mortal

Nimrod: dona do jogo, da prostituição, da corrupção e da distribuição de narcóticos. Infiltrada nos órgãos do poder, ela destrói tudo o que encontra em seu caminho.
A senha era Oltremontan (palavra do dialeto corso); a chave, a Universidade de Carlyle; o objetivo, a convocação dos chefes do crime para estudar a poderosa organização conhecida como Nimrod.
O governo escolhe James B. Matlock, pacato professor de inglês daquela instituição, para descobrir onde e quando se dará a reunião. Ao deparar com Nimrod, Matlock defronta-se com o medo, a violência e a morte.
“O Segredo Mortal” foi o primeiro livro que li de Robert Ludlum. A trama, muito bem arquitetada e inteligentemente escrita, prende a atenção do leitor de tal maneira, que fica complicado largar o livro antes de chegar à última página.

Canções de Ninar, Canções de Matar

Zanny matou o irmãozinho de sua amiguinha.
Será possível? Zanny é tão pequenininha!
Zanny matou o homem da padaria.
Será possível? Isso ela nunca faria...
Uma criança é capaz de cometer um crime? Não, claro que não. Muito menos a pequena Zanny, tão meiga, dócil e gentil...
Mas por que então seus pais a colocaram num internato dirigido por freiras? Pretendiam que ela descobrisse o “verdadeiro caminho da bondade e da devoção”? Sim, não, talvez, quem sabe...
Mas Zanny cresceu. Agora é uma linda adolescente. E coisas estranhas continuam a acontecer. Será que ela tem algo a ver com isso?

Meia-Noite

Fatos estranhos se sucedem na pitoresca Moonlight Cove, um balneário idílico da costa norte da Califórnia, onde figuras sobrenaturais parecem saltar ao som de uma música noturna que só elas podem ouvir. 
Uma série de mortes inexplicáveis ocorre naquele pequeno paraíso, cujos habitantes guardam um segredo sombrio e aterrador.
Em “Meia-Noite”, o mestre do suspense Dean Koontz reúne quatro personagens numa corrida macabra para enfrentar as trevas que se abatem sobre um povoado, ameaçando todos aqueles que ousam se aproximar.

Blecaute

Dois rapazes e uma garota descobrem, ao voltar de uma expedição às cavernas do vale do Ribeira, que são os únicos habitantes de uma São Paulo deserta. 
O que teria acontecido? Por que só eles teriam sobrevivido? O que fazer?
Aqueles que curtem o tema Fantasia não irão se decepcionar com a obra de Marcelo Rubens Paiva. A narrativa, envolvente e inteligente de Paiva, figura entre as melhores do gênero. 
É certamente um orgulho para nós, brasileiros, sabermos que em nosso país há autores como este, que criam obras comparáveis às melhores produções estrangeiras. Entre tais autores, poderíamos citar: André Vianco, Reinaldo Moraes, Luis Eduardo Matta e, por fim, Marçal Aquino. É claro que ainda há muitos outros autores top em nosso país. Infelizmente, muitas produções excelentes estão se perdendo por falta de patrocínio. Esperemos que esse quadro mude, para que os autores possam ser devidamente reconhecidos no Brasil.

A Outra Face

“A Outra Face” é um thriller psicologicamente intenso. Vencedor do Edgar Allan Poe, um dos mais importantes prêmios para escritores de mistério e suspense, o livro conta a história de Judd Stevens. 
Psicanalista bem sucedido, ele se vê subitamente imerso numa rede de intrigas que pode lhe custar a liberdade... e a vida.
Duas pessoas de seu círculo pessoal foram assassinadas. Terá sido obra de algum de seus pacientes? 
Entre os suspeitos estão uma atriz decadente e ninfomaníaca, um pai de família com tendências homossexuais, um empresário neurótico e uma jovem misteriosa.
Ou, quem sabe, seria o assassino o próprio Dr. Stevens?

A Hora Final

Já pensou como seria o mundo após a eclosão da 3ª Guerra Mundial? É ambientado nesta época que a literatura de Nevil Shute se encontra. Uma imensa nuvem de radiação, levada pelas correntes de vento, percorre oceanos e continentes, contaminando o mundo inteiro. Neste cenário sombrio, a única certeza é a de que, em apenas alguns meses, não haverá mais vida humana sobre a Terra. O homem pagou um alto preço por sua ousadia: a humanidade está com seus dias contados. Não há soluções, não há nada que possa ser feito. E o que resta então, quando não há mais esperança?
Aí está um tema para ser largamente refletido, considerando que a idéia de uma terceira guerra é concreta. Nevil Shute faz uma aposta inteligente ao escrever este livro que, mesmo sem ação e bombas explodindo para todo lado, é capaz de prender a atenção do leitor por seu aspecto psicológico. 

A Fúria Cega

Amanda, uma menina cega, voltava para a sua casa. Em determinado momento, seus colegas começam uma brincadeira de muito mau gosto, fazendo-a perder seu senso de direção. Desorientada, a garota caminha em direção a um precipício. Cai e a morte é imediata. Cem anos depois, um médico se muda para aquela região com a mulher e sua filha Michele. Tudo corre normalmente, até o dia em que Michele se acidenta e, a partir daí, passa a andar de muleta.
O problema é que a garota agora vive em um lugar onde as pessoas mantêm a ideia de tratar de forma diferente quem tem algum tipo de problema físico. São pessoas que, mesmo após 100 anos, continuam preconceituosas. Entristecida pela mudança de comportamento de seus colegas, Michele começa a sofrer pela indiferença deles. E é em meio a este sofrimento que Michele, certo dia, encontra o espírito de Amanda. Para se vingarem das pessoas que tanto mal lhes causaram, as duas, menina e espírito, unem forças e promovem um verdadeiro banho de sangue no lugar.

A Conspiração

Uma embarcação romana naufraga no século IV. Durante a Primeira Guerra Mundial, um navio inglês é destruído por uma bomba. Atualmente, no Oriente Médio, ícones da fé islâmica são bombardeados. E um misterioso pergaminho relacionado à vida particular de Jesus pode limitar o poder da Igreja Católica. Como eventos e fatos tão distantes podem ter alguma relação?
O engenheiro naval Dirk Pitt (diretor da NUMA – Agência Nacional Marítima e Subaquática) está acostumado a explorações subaquáticas – e a revelar mistérios indecifráveis – e parece ser a pessoa mais indicada para trazer a público o elo entre esses episódios tão incompatíveis. Mas a que custo?
Acompanhe  o  incansável  herói  Dirk Pitt  em  uma história em que  arrepiantes artefatos   religiosos,  a  CIA  e  o  Mossad  misturam - se   às   mais  magníficas construções da arquitetura medieval.

A Firma

Mitchell McDeere é um advogado, recém formado na faculdade de Harvard, que começa a trabalhar para uma empresa chamada Bendini, muito rica e especializada em direito tributário. As compensações para os funcionários da empresa são excelentes. Tudo está às mil maravilhas quando o rapaz se muda com Abby, sua esposa, para o novo bairro e inicia suas atividades em seu novo trabalho.
A vida do jovem casal passa por uma reviravolta espetacular. Dinheiro já não é mais problema, a felicidade é garantida. Pelo menos até o momento em que Mitch é abordado por um homem que diz ser agente do FBI. A partir daquele instante, o rapaz percebe que a firma não é exatamente o que os seus empregadores dizem. De repente, Mitch descobre que o telefone de sua casa é grampeado pela segurança da firma, e que sua vida pode estar em perigo. 

A Estrada da Noite

Uma lenda do rock pesado, o cinquentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de de 300 anos atrás... Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta.
'Vou 'vender' o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto...'
Por 1.000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas - o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu -, Jude não tem medo de encarar mais um.
Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Desta vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora.

A Cidade e as Estrelas

Em um futuro muito distante, toda a humanidade está confinada a uma única cidade, totalmente fechada. Ninguém pode sair da cidade, que funciona como o último reduto da raça humana. 
Todas as necessidades humanas são atendidas por um sofisticado sistema de computadores e a vida é virtualmente eterna. 
Os seres humanos, após uma existência muito prolongada, são armazenados em bancos de memória dos computadores para depois ressuscitarem, evitando o tédio da vida eterna. 
Mas nem todos se conformam com esta situação: um jovem quer saber o que há lá fora. Esse inconformismo dá origem a uma das mais belas histórias da ficção científica e certamente a uma obra prima de Arthur C. Clarke.